sábado, 12 de agosto de 2017

Notas sobre a verdadeira tripartição dos poderes que há na sociedade

1) A teoria política moderna dos "3 poderes" (executivo, legislativo e judiciário) é uma furada.

2) Os verdadeiros 3 poderes que existem são: o científico/religioso, o militar e o econômico. Eles correspondem ao ordenamento da república platônica e foram realizados no ordenamento feudal: o clero sabia/rezava, a nobreza lutava e os camponeses produziam.

3) Se quisermos fazer uma analogia com os "3 poderes" da teoria de Montesquieu, legislar é próprio de quem sabe; julgar é próprio de quem tem a espada e executar seria mais ou menos - considerando o sentido de "cumprir", "submeter-se", "servir" - o que era próprio de quem trabalhava no campo, a base material da sociedade medieval.

4) O mundo moderno é o mundo em que os "desclassificados", os burgueses - os que não sabem, não lutam, nem produzem -, compraram a ciência, as armas e a força de trabalho.

Joathas Bello (https://www.facebook.com/permalink.php?story_fbid=227396131118640&id=100015447638450&pnref=story)

Niterói, 11 de agosto de 2017.

Comentários:

Paulo Junior Ataide Pereira: Eis um aspecto interessante da união do "poder" científico com o religioso: a modernidade, ao tornar a ciência estritamente materialista, deixa-a cega a valores que são transcendentes; as pessoas tornam-se objetos, fonte de lucro e deixam de ser o que são. Além disso, a modernidade faz da ciência uma espécie de religião dogmática cuja fundamentação se dá tão-somente nos objetos empíricos. Ciência sem religião só leva a estes caminhos: à loucura, à desumanização completa ou a ser fonte de erro - ou tudo isso junto.

Referências bibliográficas: Metamorphoses de lá Cité, de Pierre Manent

Nenhum comentário:

Postar um comentário