quarta-feira, 2 de agosto de 2017

Notas sobre a recursividade da vida humana

1) Em matemática, nós temos o fenômeno da recursividade. Um triângulo, dentro de si, gera outros triângulos - e o processo tende a se repetir ad aeternum. Basta ver o triângulo de Sierpinski, por exemplo.


2) A recursividade é algo natural e conforme o Todo que vem de Deus. De mim, muitos outros poderão vir - se isso for feito sistematicamente uma nação poderá vir de mim, se lembrarem do exemplo que tento deixar para os meus sucessores: de tomar o país como um lar em Cristo.


3) Mas a recursividade não se esgota na reprodução sexuada. Há recursividade na reprodução que não se dá pelo sexo, como vemos no ensino. Eu tenho ensinado muito, aqui na rede social, a tomarem o país como um lar em Cristo - esses alunos terão seus próprios alunos e assim sucessivamente. Pela via do ensino, que é um tipo de sacerdócio, uma nova nação poderá vir de mim.

4) Enfim, todo ser humano tem, dentro de si, a possibilidade de formar uma nação a partir dessas duas vias: a da família ou a do sacerdócio. Qual delas vai prevalecer? Isso aí é Deus quem decide. É possível perfeitamente que haja a combinação dessas duas vias, no curso da vida de uma pessoa - e isso não constitui um problema, se a vida for vivida de maneira virtuosa.

José Octavio Dettmann

Rio de Janeiro, 2 de agosto de 2017.

Nenhum comentário:

Postar um comentário